Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Pessimismo quanto a montadoras trouxe queda nas bolsas em NY ontem

SÃO PAULO - As bolsas de valores americanas fecharam em queda ontem, devido às fracas perspectivas sobre o pacote de ajuda para as montadoras , enquanto comentários negativos do presidente-executivo da JP Morgan sobre o setor bancário atingiram as ações financeiras. O índice Dow Jones teve baixa de 2,24%, a 8.565 pontos.

Valor Online |

O Standard & Poor´s 500 caiu 2,85%, a 873 pontos. O Nasdaq recuou 3,68%, a 1.507 pontos.

As Bolsas americanas encerraram seus pregões em baixa nessa quinta-feira, puxadas pelos temores de que o pacote de ajuda ao setor automobilístico americano não passe no Senado, depois de já ter obtido aprovação na Casa dos Representantes (Câmara dos Deputados).

Republicanos no Congresso manifestaram objeções à ajuda às montadoras. Mesmo entre os democratas o plano não é uma unanimidade. A incerteza sobre o fraco apoio que a medida possa ter para passar no Senado preocupa os investidores.

Os investidores também viram com pessimismo com o aumento dos pedidos de seguro-desemprego nos EUA e com o déficit comercial do país, que voltou a crescer em outubro e alcançou US$ 57,19 bilhões.

As ações negociadas nos mercados europeus fecharam em baixa, após três sessões consecutivas no azul, à medida que ações de bancos abatidas pelo medo crescente de recessão contrabalançaram os ganhos do setor de energia, refletindo a alta do petróleo.

O índice FTSEurofirst 300, das principais ações européias, teve queda de 0,74%, a 853,7 pontos. O indicador já perdeu 43% este ano, afetado pela crise de crédito, que está levando algumas das maiores economias do mundo à recessão.

Ações do setor bancário foram as que mais puxaram o índice pra baixo, com Unicredit, Royal Bank of Scotland, Lloyds TSB e Commerzbank todos em baixa.

" Ainda há muita incerteza. É muito cedo pra dizer, mas nós podemos ter encontrado um patamar piso. Se conseguirmos certa estabilidade, seria bom " , disse Edmund Shing, estrategista do BNP Paribas em Paris. " As pessoas estão buscando uma direção. A boa notícia é que o mercado não está seguindo as más notícias econômicas. Em vez disso, estamos vivendo muita volatilidade. "
Mas ações do setor de energia avançaram, seguindo uma alta de 8% no preço do petróleo após a Agência Internacional de Energia ter previsto que o crescimento global na demanda por petróleo será retomado em 2009.

Em Londres, o índice Financial Times fechou em alta de 0,49%, a 4.388 pontos. O DAX, de Frankfurt, recuou 0,78%, para 4.767 pontos. Na bolsa de Paris, o CAC-40 caiu 0,43%, para 3.306 pontos. Houve baixa de 0,38% no Mibtel, de Milão, e de 0,26% no PSI20, de Lisboa. Em Madri, o Ibex-35 subiu 0,33%.

(Valor Econômico, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG