A chanceler alemã, Angela Merkel, conseguiu ontem o respaldo dos principais organismos econômicos e financeiros internacionais à sua proposta para a redação de uma Carta para uma Economia Sustentável. Participaram da reunião os representantes da Organização Mundial do Comércio, do Fundo Monetário Internacional, do Banco Mundial, da OCDE e da Organização Internacional de Trabalho.

A ideia, segundo Merkel, é criar uma nova estrutura financeira baseada na cooperação entre os governos nacionais e os citados organismos levando em conta os países emergentes e as nações em vias de desenvolvimento. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.