Lima, 17 dez (EFE) - A fraude cometida pelo investidor americano Bernard Madoff teria colocado em risco US$ 70 milhões de capitais de cidadãos peruanos, informou hoje o jornal El Comercio.

Fontes financeiras no Peru consultadas pelo jornal disseram que o valor contabiliza as prováveis perdas dos clientes de uma só entidade: Atlantic Security Bank (ASB), subsidiária do conglomerado Credicorp.

O conglomerado, formado em 1995 e cujas ações estão listadas nas bolsas de valores de Lima e Nova York, é a principal holding financeira que opera no Peru.

Porta-vozes da Credicorp explicaram que o ASB tem uma exposição nos fundos de Madoff de até US$ 4,5 milhões, mas que nenhuma entidade do grupo tem investimentos neste fundo.

No Peru, o número exato de capitais e pessoas afetadas pelo caso de fraude ainda é incerto.

O ex-superintendente dos bancos Juan José Marthans afirmou que o caso Madoff não afeta a estabilidade do sistema financeiro peruano nem de nenhum de seus membros.

Essa fraude, que poderia superar os US$ 50 bilhões, afetou diversas entidades internacionais financeiras. EFE wat/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.