Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Perspectiva para exportação agrícola em 2009 é nebulosa, avalia CNA

Brasília, 18 - A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) avaliou hoje que as perspectivas para as exportações agrícolas em 2009 são nebulosas em virtude das incertezas sobre os impactos da crise financeira internacional para o mercado de consumo de alimentos. Ao divulgar um balanço de 2008 e traçar as perspectivas para o ano que vem, os técnicos da CNA citaram os preços das commodities e a taxa de câmbio como variáveis que vão determinar o ritmo de exportações em 2009.

Agência Estado |

"Desde o estouro da crise financeira em setembro, estas duas variáveis tem se movido em direções opostas, de certa forma anulando seus efeitos, mas as projeções para os preços e o câmbio continuam pouco precisas", informaram os técnicos.

A CNA projetou que as exportações agrícolas deverão concluir o ano de 2008 com receita de US$ 73 bilhões, crescimento de 25% em relação a 2007. Os gastos com importações estão previstos em US$ 12 bilhões, o que significa que o superávit da balança comercial do agronegócio vai ser de US$ 61 bilhões neste ano, crescimento de 23% em relação ao resultado do ano passado. "Se confirmados esses números, o volumoso saldo comercial do agronegócio seria responsável não apenas por compensar todo o déficit dos outros setores, como ainda somar um valor adicional de US$ 24 bilhões à balança de pagamentos do País", informaram.

Eles avaliaram ainda que, como as exportações encerrarão o ano em níveis bastante elevados, "superar mais um recorde da balança comercial em 2009 parece um desafio e já se espera que as exportações do agronegócio sofram pequena queda no próximo ano". A CNA avalia como animadoras as perspectivas de médio prazo. "A demanda por alimentos seguirá em alta nos países emergentes e restrições de oferta em alguns dos principais produtores mundiais continuarão afetando a produção, abrindo espaço para as exportações brasileiras", disseram.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG