Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Perspectiva de recessão faz petróleo perder mais US$ 2 por barril

SÃO PAULO - A terça-feira foi outro dia de queda nas cotações dos contratos futuros de petróleo. Novamente a avaliação de que a crise será prolongada e especialmente profunda nos Estados Unidos afetou os negócios.

Valor Online |

O contrato de WTI negociado para janeiro de 2009 em Nova York fechou valendo US$ 46,96 - menor patamar desde maio de 2005 -, com queda de R$ 2,32. O contrato para o mês seguinte caiu US$ 2,25, para US$ 48,43. Desde o pico de preço visto em julho passado, o petróleo já caiu 68% em Nova York.

Em Londres, o barril de Brent para janeiro próximo encerrou cotado a US$ 45,44, com recuo de US$ 2,53. Já o vencimento de fevereiro caiu US$ 2,41, para US$ 47,64.

Os investidores estimam que a recessão vá diminuir a demanda por petróleo e combustíveis e isso deprime as cotações futuras da commodity.

A queda de hoje se seguiu à baixa de ontem, ocorrida depois de a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) ter se reunido no Cairo no sábado. Na ocasião, os grandes produtores mantiveram inalteradas as previsões para a produção, embora contassem com a demanda menor. O presidente da Opep, Chakib Khelil, afirmou que os membros da entidade terão que tomar "medidas necessárias" no próximo encontro, marcado para 17 de dezembro em Oran, na Argélia.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG