Brasília, 02 - O Serviço de Inspeção de Produtos Agropecuários (Sipag) da Superintendência Federal de Agricultura de Pernambuco apreendeu ontem caixas de sardinhas que seriam destinadas a programas de merenda escolar nos Estados de Pernambuco e São Paulo. As mercadorias não tinham registro de controle veterinário oficial, apresentavam prazo de validade vencido e rótulo sem aprovação do Ministério da Agricultura, segundo informações da assessoria de imprensa da pasta.

Entre os produtos apreendidos e destinados exclusivamente para o programa merenda escolar de Pernambuco, estão 2.131 caixas de sardinha em óleo comestível. Apesar da fabricante ser uma empresa venezuelana, as embalagens possuíam registro de controle veterinário do Chile. Pelos mesmos motivos, na última sexta-feira os fiscais apreenderam 52.383 latas de sardinha em óleo comestível.

A ação que resultou na apreensão das mercadorias foi iniciada pelo Sipag de Pernambuco após denúncia formalizada pelo Sindicato dos Entrepostos, Comércio e Indústria de Carne do Nordeste.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.