Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Perdigão: exportação brasileira de carnes deve crescer 7% em 2009

São Paulo, 29 - Apesar de prever uma acomodação da demanda e dos preços internacionais nos próximos meses, a Perdigão informou hoje que as exportações brasileiras de carne suína, bovina e de aves devem crescer 7% no ano que vem, passando de 6,14 mil toneladas para 6,61 mil toneladas. Segundo o presidente da empresa Nildemar Secches, que deixa o cargo hoje, o enfraquecimento de produtores norte-americanos, principais concorrentes do Brasil no setor, deve beneficiar os produtores brasileiros.

Agência Estado |

Ele citou como exemplo a Pilgrim's, maior fabricante local, que está em crise.

Outro fator negativo para os produtores dos Estados Unidos é o preço mais elevado do milho no país em função da demanda para produção de etanol. "O Brasil também ficará mais competitivo na exportação por causa do dólar mais valorizado", disse. Ele prevê um crescimento mais acentuado nas vendas no Oriente Médio e na Ásia.

"Mesmo com a crise, nossos produtos devem ter uma demanda forte", disse, destacando que o frango é uma proteína barata. No mercado interno, a Perdigão espera que a queda do consumo de bens duráveis, em função da retração do crédito, abrirá espaço para os alimentos.

Até final deste ano, a companhia pretende fundir as oito empresas que comprou desde 2006. Atualmente, elas possuem personalidades jurídicas separadas. Segundo Secches, a elaboração do plano de investimentos até 2015 será concluída no segundo semestre de 2009.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG