Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Perda de R$ 1,3 bi com swap ligado a suas ações derruba lucro da CSN

SÃO PAULO - Uma perda de R$ 1,3 bilhão com um derivativo ligado ao desempenho das suas ações fez a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) fechar o terceiro trimestre lucro líquido de apenas R$ 39,6 milhões. Em igual período de 2007, a empresa havia registrado ganho de R$ 699 milhões.

Valor Online |

No ano, o lucro soma R$ 1,837 bilhão, ante ganho de R$ 2,414 bilhões até setembro de 2007.

Segundo a empresa, a perda financeira ocorreu em um contrato de swap que ela realizou pela primeira vez em 2003 e tem renovado desde então. Nesta operação, chamada de Total Return Equity Swap, ela troca a rentabilidade de seus ADRs contra uma determinada taxa de juros. Um banco fica como contraparte. Se as ações da empresa sobem, a CSN ganha, se as cotações caem, ela perde.

Segundo a CSN, ela teve ganhos de R$ 2,2 bilhões com essa operação até dezembro de 2007. No primeiro semestre deste ano, a companhia ganhou mais R$ 900 milhões, levando o lucro total com a transação para R$ 3,1 bilhões. Entre julho e setembro deste ano, no entanto, o resultado foi negativo em R$ 1,3 bilhão. No saldo acumulado, portanto, a empresa ainda está com R$ 1,8 bilhão de lucro.

Do lado operacional, a receita líquida da CSN cresceu 35,7% na comparação trimestral, tendo somado R$ 4,029 bilhões entre julho e setembro deste ano. O custo dos produtivos vendidos avançou 12,5% na mesma comparação, para R$ 1,911 bilhão, fazendo lucro bruto saltar 66%, para R$ 2,117 bilhões.

O resultado da companhia medido pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) somou R$ 2,090 bilhões no trimestre, com avanço de 59,9% sobre 2007.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG