Rússia e China assinaram nesta terça-feira um acordo para a construção de uma bifurcação para a China do oleoduto que une a região da Sibéria ao Oceano Pacífico.

O acordo, sobre os "princípios de construção e exploração do oleoduto", foi assinado pelas companhias públicas russa Transneft e chinesa CNCP, na presença do primeiro-ministro russo Vladimir Putin e seu colega chinês Wen Jiabao.

A bifurcação, de 67 quilômetros, unirá Skovorodino (extremo oriente russo) à fronteira chinesa e permitirá o fornecimento direto de petróleo siberiano ao terminal de Daqing, norte da China.

O trecho integrará um oleoduto gigante, atualmente em construção, que vai ligar Taichet (região de Irkutsk, na Sibéria oriental) à costa pacífica e que fornecerá petróleo ao Japão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.