Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

PepsiCo demite mais de 3 mil, mesmo lucrando US$ 4,42 bilhões

Nova York, 14 out (EFE).- A PepsiCo, segunda maior fabricante de refrigerantes do mundo, anunciou hoje um lucro líquido de US$ 4,42 bilhões nos nove primeiros meses do ano, 0,6% a mais do que no mesmo período de 2007, mesmo assim comunicou a demissão de 3.

EFE |

300 funcionários.

O faturamento da PepsiCo nos três primeiros trimestres de 2008 avançou 12,5% sobre o mesmo período do ano passado, até alcançar US$ 30,52 bilhões.

Durante o terceiro trimestre, as contas do grupo pioraram, já que o lucro ficou em US$ 1,57 bilhão, o que representa queda de 9,5% respeito frente aos três meses de 2007 e está abaixo das previsões dos analistas.

No entanto, a receita aumentou 10,5%, até alcançar US$ 11,24 bilhões, impulsionada pela atividade da companhia fora dos Estados Unidos e o câmbio entre o dólar e outras moedas.

A própria presidente e diretora-executiva da PepsiCo, Indra Nooyi, reconheceu que o maior impulso veio de suas divisões de biscoitos e refrigerantes do exterior, enquanto a venda de bebidas nos EUA foi responsável pela maior queda.

Para melhorar suas contas, a PepsiCo elaborou um plano de aumento da produtividade que implicará na redução de 1,8% de seu quadro de funcionários, o que equivale a eliminação de 3 mil postos de trabalho.

Com essa medida, derivada do fechamento de seis fábricas, a empresa poderia economizar US$ 1,2 bilhão nos próximos três anos, segundo explicou a PepsiCo, que dará mais detalhes do plano no final do ano.

A companhia rebaixou sua previsão de lucro por ação para um patamar entre US$ 3,41 e US$ 3,44 para o ano.

Em 2007, seu lucro por ação foi de US$ 3,41, 2% mais que em 2006.

EFE mgl/wr/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG