Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Pemex vai reduzir produção se não abrir ao capital privado

A mexicana Pemex vai deixar de produzir 1,2 milhão de barris de petróleo por dia se não realizar a reforma para a entrada de capital privado, que está em discussão no Congresso, indicou nesta terça-feira o diretor da estatal, Jesús Reyes, durante o Congresso Mundial do Petróleo, em Madri.

AFP |

"Dos 3 milhões de barris de cru produzidos diariamente, 1,2 milhão deixariam de ser produzidos até 2015 sem a reforma", disse.

A reforma da estatal Petróleos Mexicanos (Pemex), que representa 40% dos ingressos do país, consiste em abrir a porta ao capital privado, tanto nacional quanto estrangeiro e sem privatizar a empresa, para enfrentar a queda das reservas, da produção e da receita dos últimos tempos.

Reyes indicou que "o governo está aberto a boas propostas que podem melhorar o pacote legislativo".

"Estamos esperando a proposta do PRI (opositor) para saber se vale a pena utilizarmos determinados elementos e fazer uma proposta melhor de reforma", acrescentou.

"A Pemex precisa e quer o apoio de particulares nacionais ou estrangeiros para ser uma empresa mais forte, mais eficiente e, portanto, estamos comprometidos em aprovar a reforma do presidente (Felipe) Calderón nos próximos meses", resumiu, referindo-se à proposta que o presidente conservador apresentou em abril ao Congresso.

esb/fz/lm

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG