A presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, afirmou, no início da noite de ontem, que um acordo sobre o pacote de resgate do sistema financeiro deve ser votado hoje ou amanhã. O plano de US$ 700 bilhões, apresentado no fim da semana passada pelo governo George W.

Bush, está empacado no Congresso porque parlamentares do partido do presidente (Republicano) resistem a aceitar que dinheiro público seja usado para salvar bancos.

Segundo Pelosi, houve mais avanços nas negociações realizadas ao longo da sexta-feira. Ela frisou, porém, que é impossível aprovar o plano sem o apoio dos republicanos. A presidente da Câmara, que é do Partido Democrata, reconheceu que alguns correligionários também não aceitam o projeto da forma como está.

O senador democrata Charles Schumer disse que as negociações sobre o socorro estavam em "um pequeno impasse", mas seu partido fez uma oferta para os republicanos. Parte da oferta, disse, prevê a inclusão de uma cláusula para garantir a dívida podre e enviá-la para consideração do secretário do Tesouro, Henry Paulson.

"Não acreditamos que essa cláusula de seguro vá funcionar, o secretário Paulson disse que não vai funcionar, os especialistas que consultamos disseram que não vai funcionar", disse. Contudo, Schumer destacou o desejo por um acordo bipartidário. "Se isso trouxer os deputados republicanos à mesa, estamos dispostos a colocar no pacote e vamos ver se o secretário do Tesouro vai usá-la e se vai funcionar." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.