Tamanho do texto

SÃO PAULO - Ao fim do primeiro semestre, Banco do Brasil, Bradesco e Itaú figuravam entre os 15 maiores bancos de capital aberto das Américas (excluindo Canadá), fato nunca antes registrado. A constatação é da Economatica, que elaborou um ranking com base nos ativos das instituições.

Segundo a consultoria, o mais bem posicionado é o Banco do Brasil, que fechou o semestre na 12ª colocação, com ativos totais de US$ 261,6 bilhões. Logo atrás vem o Bradesco, com ativos totais de R$ 253,3 bilhões. E na 15ª colocação está o Itaú, com ativos de US$ 216 bilhões no fechamento do semestre.

Para ilustrar o forte crescimento das instituições nos últimos anos, a Economatica comparou a evolução dos ativos entre dezembro de 2002 e o primeiro semestre de 2008.

Em cinco anos e meio os ativos do Bradesco aumentaram US$ 212,9 bilhões, o maior crescimento entre os três. Tal avanço tirou o banco da 37º colocação no ranking em 2002, quando tinha ativos de US$ 40,4 bilhões.

Dentro desse mesmo período, o Banco do Brasil viu seus ativos aumentarem em US$ 203,7 bilhões. Em 2002, com ativos de US$ 57,9 bilhões, o banco estatal tinha a 27ª colocação no ranking.

Já o Itaú aumentou sua base de ativos em US$ 184,5 bilhões de 2002 para cá, saindo da 48ª colocação no ranking, posição dada pelos US$ 31,5 bilhões em ativos que tinha na época.

Trazendo o foco do estudo para o Brasil, a Economatica constata que o Banco do Brasil continua sendo o maior banco brasileiro em ativos, mas a diferença para o Bradesco, segundo colocado, é a menor na registrada na história.

Segundo a consultoria, o Bradesco fechou o mês de junho com 96,8% do total de ativos do Banco do Brasil. No final de 2002, o banco privado tinha apenas 69,8% do total de ativos do BB.

O terceiro maior banco brasileiro é o Itaú, que fechou o semestre com uma base de ativos que representava 82,6% da base de ativos do Banco do Brasil.

Voltando para o ranking das Américas, o Citigroup, mesmo com as perdas impostas pela crise de crédito das hipotecas de alto risco, continua sendo o maior banco do continente, com ativos totais de US$ 2,1 trilhões. O segundo maior é o JP Morgan, que tem uma base de ativos de US$ 1,775 trilhão, seguido pelo perto pelo Bank of America com US$ 1,716 trilhão em ativos. Os bancos Goldman Sachs e Morgan Stanley estão na quarta e quinta colocação, respectivamente, com ativos de mais de US$ 1 trilhão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.