Washington, 4 dez (EFE).- O número de pedidos de seguro-desemprego nos Estados Unidos caiu em 21 mil na semana passada, mas a média em quatro semanas de novas solicitações e de pessoas que recebem o benefício chegou ao nível mais alto em 16 anos, informou hoje o Governo americano.

Na semana passada, houve 509 mil solicitações do subsídio pago pelos Governos dos estados, informou o Departamento de Trabalho dos EUA.

Este dado foi o menor número de solicitações desde a semana que terminou em 1º de novembro, e os pedidos caíram em duas semanas consecutivas, depois que tinham chegado ao nível de 543 mil, o mais alto em 16 anos.

A média em quatro semanas das solicitações - um dado que compensa eventos únicos, como condições meteorológicas e feriados - subiu em 6,25 mil.

O número de pessoas que na semana que terminou em 22 de novembro continuavam recebendo o subsídio aumentou em 89 mil e chegou a 4,09 milhões.

A média em quatro semanas das pessoas que continuavam no seguro-desemprego subiu para 4 milhões, o número mais alto desde 1983.

O dado das novas solicitações de seguro-desemprego mostra o ritmo de perda de empregos. Além disso, o relatório sobre as pessoas que continuam recebendo o subsídio indica a dificuldade para conseguir um novo trabalho.

O Governo divulgará amanhã seu índice oficial de desemprego no mês de novembro. A maioria dos analistas acredita que, no mês passado, a economia teve uma perda líquida de cerca de 300 mil postos de trabalho e que o desemprego subiu dois décimos, para 6,7% da força de trabalho. EFE jab/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.