Os pedidos de máquinas operatrizes na Alemanha, um componente vital na maior economia da Europa, caíram 40% em dezembro e o setor poderá perder 25.000 empregos neste ano, de acordo com dados da associação industrial VDMA divulgados nesta terça-feira.

O quarto trimestre registrou uma queda interanual de 29% e foi o pior trimestre desde 1958, segundo um comunicado do presidente da VDMA, Manfred Wittenstein.

Em 2008 em seu conjunto, os pedidos de máquinas-ferramentas tiveram, apesar de tudo, um aumento de 5,4% em relação a 2007 em valores reais, assim como um forte crescimento das exportações para países em desenvolvimento, ao mesmo tempo em que foram criados 40.000 novos empregos.

No fim de 2008, o setor empregava 975.000 operários, de acordo com a federação alemã.

Para 2009, em compensação, a VDMA prevê uma contração de 7% por causa da queda da demanda em um contexto de crise econômica mundial.

etb/cn/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.