Washington, 24 jun (EFE).- Os pedidos de bens duráveis às fábricas dos Estados Unidos diminuíram 1,1% em maio, a maior queda desde agosto e que se deve em parte à redução de encomendas de aviões, informou hoje o Departamento de Comércio.

Washington, 24 jun (EFE).- Os pedidos de bens duráveis às fábricas dos Estados Unidos diminuíram 1,1% em maio, a maior queda desde agosto e que se deve em parte à redução de encomendas de aviões, informou hoje o Departamento de Comércio. O relatório mostra que a diminuição de 29,6% nos pedidos de aviões para uso civil representou a maior parte da redução deste indicador no mês passado. As encomendas de aeronaves tinham crescido 215% em abril. Excluídos os bens de transporte, que são os de maiores custos por unidade e influenciam com sua volatilidade no indicador geral, os pedidos de bens duráveis subiram em maio 0,9 %, o terceiro aumento nos últimos quatro meses. Em maio, recuaram os pedidos de aço e equipamentos de comunicações, mas o aumento de encomendas de máquinas e equipamentos de computação as perdas foram compensadas. Os pedidos de bens de capital básicos subiram 2,1% em maio, após queda de 2,7 % no mês anterior, o qual indica que a tendência geral de crescimento no setor manufatureiro se mantém. O relatório sobre os bens duráveis foi um pouco melhor do que o esperado pelos analistas que tinham calculado queda de 1,4%. EFE jab/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.