As encomendas à indústria nos Estados Unidos caíram 4% em agosto, de pequena elevação de 0,7% em julho, que foi revisada em baixa de estimativa anterior de aumento de 1,3%, informou hoje o Departamento do Comércio americano. Economistas esperavam queda de 3% nas encomendas em agosto.

A queda de 4% das encomendas em agosto é a maior desde a desaceleração de 4,8% em outubro de 2006.

Excluindo transportes, as encomendas caíram 3,3% em agosto. As encomendas de bens de capital (máquinas e equipamentos) cederam 6% em agosto, após aumento de 0,4% em julho. As encomendas de bens de capital de defesa subiram 9,7%. Excluindo as encomendas do setor de defesa, as encomendas caíram 4,2% em agosto, depois de subir 1,2% em julho.

A demanda por todos os bens de capital excluindo defesa - equipamentos para as empresas com durabilidade de pelo menos 10 anos ou mais - caiu 7,9% em agosto, após subir 3,5% em julho.

As encomendas de bens de consumo caíram 4,7% em agosto, com as encomendas de bens duráveis cedendo 5,8% em agosto e de bens não duráveis recuando 4,5%. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.