PC touchscreen ainda não convence Por Juliana Rocha, Bruno Galo, Filipe Serrano e Lucas Pretti São Paulo, 18 (AE) - À venda desde outubro no País, o HP Touchsmart IQ 510br é o primeiro desktop all-in-one com tela sensível ao toque. Mas a interface direta supostamente capaz de facilitar a interação com a máquina não cumpre tão bem a sua promessa.

E não foi só a equipe de reportagem que chegou a essa conclusão. Também convidamos um psicólogo, um designer e três crianças para experimentarem o PC.

Um dos motivos é que a máquina vem com Windows Vista, cujos ícones, originalmente projetados para o apontador do mouse, são pequenos demais para serem tocados com os dedos.

O mesmo vale para surfar na internet ou usar o programa de emails. Os cliques inúteis para selecionar uma mensagem da lista esgotam a paciência do usuário e tornam irresistível a tentação de voltar ao teclado.

Infelizmente, digitar um texto maior usando o reconhecimento de letra manuscrita ou o teclado virtual também cansa, devido à posição não-natural do braço em relação à tela.

Também contribui para uma experiência frustrante o fato de o HP Touchsmart reconhecer apenas um toque por vez. Mas, se você esperava a versatilidade do iPhone, saiba que é a própria Apple quem dificulta a disseminação do multitouch, pois detém a patente sobre a tecnologia.

O desempenho do HP Touchsmart melhora um pouco quando, em vez de insistir no uso do Vista, utiliza-se o software da HP desenvolvido especialmente para o toque.

Surgem então duas linhas com ícones gigantes: na inferior estão listados aplicativos como jogo de xadrez e navegador; na superior, imagens dos programas em uso, além do editor de imagens e do tocador de música. É possível arrastar programas de uma linha à outra ou adicionar novos à sua escolha.

Apesar do gerente de desktops para o consumidor Dante Avanzi garantir que a HP "está sempre revendo os formatos de mídia suportados" e que "não há motivos para privilegiar um ou outro parceiro", o programa sensível ao toque da empresa peca ao impor restrições, por exemplo, a arquivos .avi. Exibir os filmes baixados da internet com o encostar de dedos? Nem pensar. Antes é preciso convertê-los para o formato da Microsoft, o .wmv.

Se o touchscreen não impressiona, a configuração do desktop mostra a que veio. Ele - que traz um processador de notebooks para não esquentar demais - marca 595,6 pontos nos testes de performance da ferramenta PassMark e vai especialmente bem nas medições de gráficos 3D.

Comparado a um notebook com o mesmo processador, mas sem a placa gráfica dedicada da Nvidia, o HP Touchsmart superou em duas vezes a quantidade de pontos do amigo portátil nos testes.

Outra característica positiva do desktop é seu design all-in-one, ou seja, todo os componentes da máquina vêm embutidos em um generoso LCD de 22" com moldura em preto brilhante. Quem lançou essa moda primeiro foi a Apple, ainda nos anos 1990, quando surgiram os primeiros iMac.

Se você não espera uma revolução de interface e sim uma forma divertida de interagir com um computador de configuração respeitável, o HP Touchsmart ficará bem em sua sala ou escritório. Mas é um brinquedo bem caro!
ELES TESTARAM
José Moucachen, psicólogo: "Sabe a frase que diz que a diferença entre o menino e o homem está no preço do brinquedo? É assim com o Touchsmart: caro demais só para divertir".

Rubens Paiva, designer: "É desconfortável para ilustrar. Ajustes finos também são mais difíceis de fazer do que com o mouse, pois o reconhecimento do toque não é preciso e a posição do braço é incômoda".

Oliver, Christopher e Patrick Wiegerinck, irmãos de 8, 8 e 10 anos: "É até mais fácil para desenhar do que no papel. Já temos um computador em casa, mas ia ser bom se desse para trocar por um desse".

FICHA TÉCNICA - TOUCHSMART IQ 510BR HP
CONFIGURAÇÃO - LCD 22", chip Intel Core 2 Duo T5850 2,16 GHz, 4 GB RAM, 500 GB de HD, placa de vídeo Nvidia GeForce 9300M. Sintoniza TV.

PREÇO - R$ 6.999
WEB - http://tinyurl.com/hp510br
DESTAQUE -Touchscreen serve mais ao entretenimento

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.