O secretário do Tesouro americano, Henry Paulson, disse nesta terça-feira que seu plano de comprar os ativos invendáveis dos bancos inclui também bancos estrangeiros ativos nos Estados Unidos.

Ao responder se o plano incluía a compra de ativos "podres" dos bancos estrangeiros e como justificaria isso aos contribuintes, Paulson declarou: "A resposta é sim e, sim, é muito fácil explicar isso ao povo americano".

"Cada empresa, cada estabelecimento bancário que faz negócios com os EUA e que tem relações com clientes americanos é importante. Todos são importantes para a manutenção de nossos mercados e para o fluxo de crédito", argumentou em discurso no Senado.

mj/lm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.