O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Henry Paulson, se declarou grato pela Câmara dos Representantes ter aprovado o projeto que marca a maior intervenção do governo dos EUA nos mercados financeiros desde a Grande Depressão. Foi um voto para proteger o povo americano; para proteger seus empregos, seu bem-estar econômico.

Foi para proteger as pequenas empresas, a poupança das pessoas", disse Paulson, em rápidos comentários depois de a Câmara ter aprovado o projeto que dará ao governo a autoridade para comprar bilhões de dólares em ativos sem liquidez relacionados a hipotecas e que estão agora em poder das instituições financeiras. Ele disse que o pacote tem instrumentos para fortalecer as instituições.

Pela legislação, o Tesouro foi autorizado a comprar até US$ 700 bilhões em ativos podres das instituições financeiras americanas e estrangeiras com operações significativas nos EUA. "Trabalhamos e pensamos muito para preparar isso", disse Paulson. "Quando a lei estiver assinada, vamos buscar consultores do setor privado", acrescentou.

Embora tenha indicado que o Tesouro vai agir rápida e metodicamente na implementação da lei, ele não quis especular sobre quanto tempo será necessário para lançar o programa ou se os leilões reversos serão usados para precificar os ativos que o governo planeja comprar. Ele também se negou a especular se o primeiro leilão poderá ser realizado antes da eleição presidencial em novembro. As informações são da agência Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.