GENEBRA - O diretor-geral da Organização Mundial do Comércio (OMC), Pascal Lamy, deve anunciar ainda hoje que é candidato à reeleição, para mais quatro anos nesse posto-chave na governança global.

O Brasil apoiou na manhã desta terça-feira a confirmação de Lamy no cargo. O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, depois de receber Lamy na residência do embaixador brasileiro em Genebra, rasgou elogios ao diretor da OMC, que vê como corajoso, equilibrado etc.

Lamy visivelmente quer concluir a Rodada Doha, de liberalização do comércio global. Para um bom número de negociadores, sem ele a negociação já teria afundado de vez.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.