SÃO PAULO - O presidente Luiz Inácio lula da Silva afirmou nesta segunda-feira que a compra de 50% do Banco Votorantim, anunciada na ultima sexta-feira pelo Banco do Brasil (BB), irá resultar em um impulso ao combalido mercado doméstico de automóveis usados. O Banco do Brasil não tem expertise em financiar carro nenhum, muito menos carro usado. E esse é um setor que se não funcionar a gente não vê as pessoas comprarem carro novo, mesmo com a redução do IPI, explicou o presidente.

Segundo ele, o negócio entre BB e Votorantim foi uma associação muito importante principalmente em razão da discreta atuação do banco federal no mercado de veículos. "O Banco do Brasil vai se preparar para financiar carros usados para que a roda da economia possa continuar girando normalmente", acrescentou Lula.

Ele aproveitou o assunto para se defender dos que vinha criticando seu discurso em prol do consumismo. Lula se disse tranqüilo em relação à importância de "convencer a sociedade brasileira de que a economia é uma roda gigante que tem que girar sistematicamente para continuar produzindo emprego, distribuição de renda e crescimento".

O presidente participou na manhã de hoje da abertura da 36ª Couromoda - Feira Internacional de Calçados, Artigos Esportivos e Artefatos de Couro.

    Leia tudo sobre: lula
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.