Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Paranapanema conclui reestruturação societária

SÃO PAULO - A Paranapanema - empresa que refina cobre eletrolítico e produz semimanufaturados deste metal - anunciou hoje o fim do processo de reestruturação societária no grupo, após a incorporação da subsidiária Eluma ser aprovada por acionistas na Assembleia Geral Extraordinária (AGE) realizada no dia 31 de março. Dentro desse processo, a empresa também incorporou a Caraíba Metais, o que incluiu a transferência da sede social da companhia para Dias D'Ávila, no Polo Industrial de Camaçari (BA). A ideia, entre outros objetivos, é simplificar a organização e reduzir custos administrativos e gerenciais com a extinção dessas controladas.

Valor Online |

SÃO PAULO - A Paranapanema - empresa que refina cobre eletrolítico e produz semimanufaturados deste metal - anunciou hoje o fim do processo de reestruturação societária no grupo, após a incorporação da subsidiária Eluma ser aprovada por acionistas na Assembleia Geral Extraordinária (AGE) realizada no dia 31 de março. Dentro desse processo, a empresa também incorporou a Caraíba Metais, o que incluiu a transferência da sede social da companhia para Dias D'Ávila, no Polo Industrial de Camaçari (BA). A ideia, entre outros objetivos, é simplificar a organização e reduzir custos administrativos e gerenciais com a extinção dessas controladas. A incorporação aprovada no último dia de março prevê a troca de uma ação da Eluma por 6,71 ações ordinárias da Paranapanema. Os acionistas também aprovaram no mês passado a proposta de conversão das ações preferenciais da Paranapanema em ações ordinárias. Assim, a empresa terá em sua composição acionária 319,2 milhões de ações, todas com direito a voto. A mudança está dentro da meta da Paranapanema de migrar ao Novo Mercado da BM & FBovespa. Atualmente, a empresa está listada no Nível 1 de governança corporativa da bolsa. (Eduardo Laguna | Valor)
Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG