Tamanho do texto

A paralisação dos bancários nesta terça-feira suspendeu o funcionamento de 441 agências e prédios administrativos na capital paulista e em Osasco, na Grande São Paulo. O balanço foi elaborado pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região.

Segundo a entidade, cerca de 15 mil pessoas aderiram ao movimento, a maioria delas da zona leste da capital.

A categoria decidiu fazer a paralisação de 24 horas durante assembléia realizada ontem. Na sessão, foi rejeitada a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) de reajuste salarial de 7,5%, considerada insuficiente pelos bancários. Além disso, eles deliberaram indicativo de greve por tempo indeterminado a partir de 8 de outubro.

Segundo o presidente do sindicato, Luiz Cláudio Marcolino, a categoria quer que os bancos retomem as negociações. "Queremos aumento real de salário, valorização dos pisos, participação nos lucros e resultados maior", afirmou, em nota.

Leia mais sobre greve dos bancários

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.