Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Paraguai também quer rever dívida com Brasil

O presidente paraguaio, Fernando Lugo, contestou ontem a legitimidade da dívida externa do Paraguai - em especial da parcela contraída com o Brasil para a construção da hidrelétrica binacional de Itaipu. Muitas das nossas dívidas já foram pagas, disse Lugo, após anunciar ter formado uma equipe econômica com alta capacidade moral para estudar o tema com seriedade.

Agência Estado |

A iniciativa é semelhante à implementada no Equador pelo presidente Rafael Correa, que em setembro expulsou a construtora brasileira Odebrecht do país e ameaça não pagar o que deve ao BNDES. Lugo não quis responder se seguirá os passos de Correa, apelando à arbitragem internacional, mas insistiu que as dívidas dos países latino-americanos devem ser "reavaliadas". Além do Paraguai, Bolívia e Venezuela também estão "auditando" suas planilhas de débito.

"A questão da dívida externa dos países da região é um tema que já está instalado na agenda internacional. O Equador é um dos países (que contribuíram para isso). Nós também", disse o presidente paraguaio. "Apesar de a nossa dívida externa não ser tão alta, acreditamos que boa parte dela já foi paga." Só a Eletrobrás, uma das empresas que investiram em Itaipu, tem a receber US$ 19 bilhões do Paraguai.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG