Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Paraguai ainda não tem plano formal para energia de Itaipu,diz diretor

SÃO PAULO - O governo paraguaio ainda não apresentou formalmente a sua proposta para revisão da política de preços referente à energia de Itaipu Binacional. Durante reunião ocorrida ontem entre as diretorias da usina nos dois países, em Assunção, a questão preço não foi abordada, segundo informou hoje o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Jorge Samek.

Valor Online |

De acordo com ele, as discussões ficaram restritas a questões de gestão da usina, como, por exemplo, a política de fornecimento de informações entre os países, a contratação de pessoal e os investimentos sociais e ambientais. Um novo encontro, segundo Samek, irá ocorrer no dia 1º de setembro.

O executivo, no entanto, deu a entender que o governo brasileiro irá mesmo jogar duro na questão do preço pago pela energia excedente adquirida dos paraguaios. Na sua avaliação, é justo o valor de US$ 45 por MWh que o Brasil paga ao país vizinho. Samek, entretanto, preferiu não descartar totalmente uma possível revisão na tarifa, dizendo que o Brasil ouvirá todas as reivindicações dos paraguaios e irá atendê-las no que der.

Samek participou hoje da reunião do Conselho Superior de Infra-estrutura da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

(Murillo Camarotto | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG