São Paulo, 25 - O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou hoje que pode cortar subsídios agrícolas como parte de seus esforços para reduzir os gastos do governo. De acordo com uma reportagem hoje, entre 2003 e 2006, fazendeiros milionários receberam US$ 49 milhões em subsídios de safra mesmo faturando mais do que o teto de US$ 2,5 milhões para esse tipo de subsídio.

Se isso for verdade, é um exemplo claro do tipo de gasto que eu pretendo acabar como presidente", disse durante discurso em que apresentou novos integrantes da nova administração.

Obama nomeou o chefe do Escritório de Orçamento do Congresso, Peter Orszag, como diretor do Escritório de Administração e Orçamento (OMB, na sigla em inglês), posto-chave para os planos do futuro presidente de reformar o Orçamento Federal. O democrata afirmou que a reforma do orçamento não é uma opção, mas uma "obrigação" diante de um cenário que combina aumento do déficit público e encolhimento da atividade econômica.

"Não podemos sustentar um sistema que desperdiça bilhões de dólares do contribuinte em programas que já perderam a utilidade ou existem apenas por causa do poder de um político, lobista ou grupo de interesse", afirmou Obama. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.