WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse na segunda-feira que se o governo não agir, a economia norte-americana corre o risco de mergulhar em uma espiral negativa que pode prolongar a atual recessão. Essa não é uma recessão comum. Estamos atravessando a pior crise econômica desde a Grande Depressão, disse Obama durante entrevista coletiva. Ele citou a década perdida do Japão, nos anos 1990, como exemplo do que pode acontecer quando a economia não consegue ressuscitar.

"Perdemos até agora 3,6 milhões de empregos. Mas o que talvez seja mais perturbador é que quase a metade dessas perdas aconteceram nos últimos três meses, o que significa que os problemas estão acelerando em vez de melhorarem", disse o presidente ao repetir o apelo para uma aprovação rápida de um plano de estímulo econômico de cerca de 800 bilhões de dólares.

"Estou absolutamente confiante que podemos resolver esse problema, mas vai exigir que tomemos medidas importantes", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.