Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Para o BCE, o protecionismo é uma grande ameaça (Trichet)

O Banco Central europeu (BCE) considera o protecionismo ameaça muito importante, declarou nesta quinta-feira seu presidente, o francês Jean-Claude Trichet.

AFP |

"O protecionismo é visto como ameaça pelo conselho de governadores", explicou ele, durante entrevista à imprensa em Frankfurt (oeste da Alemanha).

"É exatamente o que não deveria ser feito nas atuais circunstâncias", precisou.

Várias nações, entre elas os Estados Unidos, parecem tentados por medidas protecionistas, como forma de proteger as economias tocadas pela crise.

Os Estados Unidos até incluíram em seu plano de estímulo à economia uma cláusula muito polêmica, a "Buy American" (Compre, América), que vem sendo muito questionada.

O Senado americano, por exemplo, decidiu flexibilizar a controversa cláusula constante do plano, atrasando sua adoção pela oposição republicana e aumentando a ansiedade do resto do mundo.

Os senadores votaram com as mãos levantadas a mudança do texto e determinou que o plano de retomada deve respeitar as leis e tratados comerciais já existentes, ou seja, as regras da OMC (Organização Mundial do Comércio).

O projeto continha uma cláusula protecionista que interditava a compra de aço, ferro ou produtos manufaturados estrangeiros para projetos financiados pelo plano de retomada de quase 900 bilhões de dólares.

A inclusão desta cláusula no plano de retomada desencadeou vivas reações de Brasil, União Européia e Canadá. O presidente Obama considerou-a um "erro", vendo nela, inclusive, uma fonte potencial de guerra comercial.

len/ilp/sd

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG