Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Para Mantega, economia já dá sinais de desaceleração

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, avaliou nesta terça-feira que a economia brasileira desacelera para um ritmo mais sustentável. Tomamos várias medidas para reduzir o crescimento da demanda e já há sinais de que a economia está desacelerando, disse Mantega em São Paulo, onde participou de um evento. O crescimento do crédito, que vinha na faixa de 30% ao ano, está vindo em uma faixa de 15% a 20% e isso é um crescimento sustentável.

Reuters |

Na última semana, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, afirmou que o aperto monetário promovido a partir de abril já começou a surtir efeito, levando a inflação a convergir para o centro da meta, de 4,5%. Apesar de avaliação similar, Mantega manteve a expectativa de que o país crescerá de 4,5% a 5% este ano.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados nesta manhã, no entanto, mostraram que a produção industrial continuava em nível robusto em julho, superando as projeções de analistas consultados pela Reuters. A produção da indústria cresceu 8,5% sobre julho do ano passado, frente a uma projeção de 8,1%.

Mantega negou que suas declarações sejam uma tentativa de tentar influenciar o BC a reduzir o ritmo de aperto monetário, mas disse que a inflação vem dando mostras claras de desaceleração.

"A inflação vem caindo mês a mês e deve chegar ao final do ano dentro da margem de tolerância da meta", disse.

O Comitê de Política Monetária (Copom) reúne-se na próxima semana para deliberar sobre a taxa básica de juros, que já subiu 1,75 ponto desde abril, para 13% ao ano.

Leia tudo sobre: mantega

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG