Tamanho do texto

SÃO PAULO - Os internautas do iG acreditam que as novas regras para o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), os chamados call centers, também deveriam ser usadas nos serviços do governo, como atendimento em agências reguladoras e órgãos governamentais, entre outros. Em enquete promovida pelo iG, nesta quinta-feira, 95% dos internautas manifestaram-se a favor de que o governo também seja cobrado por seus serviços. A enquete recebeu 239 votos.


O decreto que regulamenta as novas regras para os call centers foi sancionado nesta quinta-feira pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e entra em vigor no dia 1º de dezembro de 2008. As novas medidas têm como objetivo garantir ao cidadão mais facilidade e qualidade nas informações, dúvidas, reclamações, e suspensão ou cancelamento do contrato por telefone.

- Reprodução

As companhias terão um prazo de 120 dias para adaptarem seus sistemas, e as medidas valerão para empresas de telefonia, TV a cabo, planos de saúde, serviços financeiros (bancos, administradoras de cartões de crédito, etc), companhias de água e energia, de transporte aéreo e terrestre. Entretanto, os serviços governamentais não estão incluídos nas novas regras.

Carlos Alberto Pereira ficou entre os internautas que votaram a favor da extensão das regras para os serviços governamentais. "É óbvio que esse regulamento deve valer para as estatais também", escreveu. "Os órgãos do governo também causam muita reclamação quanto ao atendimento".

Outro internauta, que preferiu não se identificar, comentou que as novas regras já representam um avanço. "Claro que (o decreto) tem que valer para todos, mas se começar a melhorar os serviços privados, será um começo, pois a falta de respeito com o consumidor é gritante", escreveu.