Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Para Greenspan, compra de imóveis por imigrantes pode ajudar economia dos EUA

Nova York - O ex-presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano) Alan Greenspan acredita que facilitar que imigrantes comprem imóveis nos Estados Unidos é a solução mais eficaz para estabilizar os preços no setor, algo que poderia acontecer no primeiro semestre do próximo ano.

EFE |

Em entrevista publicada nesta quinta-feira pelo "The Wall Street Journal", Greenspan adverte que, no entanto, as quedas de preços no setor imobiliário poderiam se prolongar além de 2009 e que, enquanto não desaparecerem, não acabará a atual crise financeira internacional.

"Os preços dos imóveis nos EUA provavelmente começarão a se estabilizar ou chegarão ao fundo do poço em algum ponto na primeira metade de 2009, embora possam continuar descendo durante 2009 e além", declarou o economista.

Na sua opinião, o "excesso" de casas unifamiliares a venda, tanto novas como de segunda mão (cerca de 800 mil a mais que o normal), diminuirá em breve, o que ajudará a fazer com que a oferta e a demanda se equilibrem e, portanto, os preços deixem de cair.

O ex-presidente do Fed disse que para conseguir uma estabilização dos preços "a iniciativa mais efetiva, embora politicamente difícil, passaria por uma grande expansão nas cotas de imigrantes qualificados" (com capacidade para pagar uma hipoteca).

Isto aumentaria de forma sustentada a demanda de casas vagas, pois potencializaria a formação de novas famílias.

"Os imigrantes qualificados tendem a formar novas famílias, que é a fonte mais importante de demanda por novas casas", declarou Greenspan na entrevista.

Segundo seus cálculos, nos EUA são formadas a cada ano cerca de 800 mil novas famílias, das quais cerca de um terço correspondem a imigrantes e cerca de 150 mil deles são considerados "qualificados".

Leia mais sobre imóveis

Leia tudo sobre: imóveis

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG