Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Para G-8, petróleo e alimentos caros ameaçam crescimento econômico mundial

SÃO PAULO - Os representantes do G-8, grupo das maiores economias do mundo, apoiaram nesta terça-feira a proposta do premiê indiano Manmohan Singh de um fórum para estabelecer o diálogo entre produtores e consumidores sobre os altos preços do petróleo. O encarecimento do produto foi considerado um sério desafio ao crescimento econômico mundial.

Valor Online |

A ameaça de avanço da inflação tornou-se uma das principais preocupações econômicas para o G-8, que manifestou inquietação com o encarecimento do petróleo e pediu um aumento na produção de óleo cru e na capacidade de refino.

Manifestamos nossa forte preocupação sobre os elevados preços das commodities, especialmente do petróleo e alimentos, uma vez que representam um sério desafio para o crescimento mundial estável, têm sérias implicações para os mais vulneráveis e aumentam a pressão inflacionária global, disseram os líderes do G-8 em comunicado distribuído no segundo dia do encontro que acontece no Japão.

Formado pelos Estados Unidos, Inglaterra, Japão, França, Alemanha, Canadá, Rússia e Itália, o G-8 pediu ainda uma diversificação de recursos energéticos e mais esforços para melhorar a eficiência na área de energia.

Os representantes daqueles países aceitaram a idéia de reduzir pela metade as emissões dos gases do efeito estufa até 2050.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG