Ao comentar a Emenda Ibsen, que redistribui os royalties do petróleo e prejudica os Estados produtores, como o Rio de Janeiro, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse ontem que essa discussão é sexo dos anjos, porque estão distribuindo royalties que não existem. Depois de uma palestra na Academia Brasileira de Letras , Fernando Henrique comentou que especulações em torno da produção do pré-sal geram expectativas indevidas, influindo até mesmo na Bolsa de Valores.

Pecado mortal. Em São Paulo, o governador José Serra voltou a se manifestar sobre a proposta da Câmara. "Você não pode querer beneficiar o conjunto do País com a produção de petróleo e simplesmente fechar as portas de dois Estados e muitos municípios", reclamou. "São R$ 7 bilhões só para o Rio de Janeiro. De um dia para o outro terminou isso. Você não pode fazer isso. O projeto da Câmara tem esse pecado mortal", afirmou.

Em visita à sede da Petrobrás, no Rio, o governador de Minas Gerais, Aécio Neves, defendeu a manutenção da cobrança dos royalties como é feita hoje para os campos que já produzem petróleo.

"Tenho alma carioca e não posso abster-me de comentar essa possível perda de receita para o Rio e o Espírito Santo. Na minha opinião, as discussões têm de partir do patamar de arrecadação futura, e não sobre a atual arrecadação. Garanta-se o que se recebe hoje", disse Aécio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.