Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Para EUA, expulsão de embaixador da Bolívia afeta relação bilateral

SÃO PAULO - O Departamento de Estado americano considerou um erro grave a decisão do presidente boliviano Evo Morales de expulsar o embaixador americano, Philip Goldberg, do país. Ele é acusado de conspiração contra a democracia e de incentivar a divisão da Bolívia.

Valor Online |

A ação do presidente Morales é um grave erro que afeta seriamente a relação bilateral, sustentou o porta-voz do Departamento do Estado dos EUA, Sean McCormack.

Ele informou que o governo americano ainda não decidiu qual será a resposta, mas está avaliando todas as opções quanto ao relacionamento com a Bolívia.

Ontem, Morales declarou que Goldberg era persona non grata e que deveria deixar a Bolívia em um momento em de escalada da violência no país devido a protestos contra o presidente boliviano nas províncias autonomistas. Na ocasião, um atentado atribuído aos opositores afetou o envio de gás boliviano ao Brasil.

As regiões da oposição reclamam a devolução dos ingressos dos tributos do petróleo que o Executivo reteve para pagar um bônus às pessoas acima de 60 anos.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG