Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Com despesa de acordo judicial, Mastercard tem prejuízo no trimestre

SÃO PAULO - A Mastercard fechou o terceiro trimestre com prejuízo de US$ 194 milhões, ante um lucro de US$ 314 milhões no mesmo período do ano passado. O resultado por ação indicou um perda de US$ 1,49, em comparação a um ganho de US$ 2,32 por papel um ano antes.

Marina Morena Costa, do Último Segundo |

 

Acordo Ortográfico

Para os correntistas o primeiro benefício a ser colocado em prática será a integração da rede de caixas eletrônicos. Ou seja, quem for correntista do Itaú poderá usar a rede de terminais do Unibanco e vice-versa. Mas só poderemos trabalhar após a aprovação [da fusão] do Banco Central, avisou Roberto Setubal.

Os limites de crédito também não serão alterados, segundo os presidentes afirmaram em coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira. Não vejo dificuldade em manter os limites de crédito, porque temos ampla base de capital, disse Setubal.

Segundo Pedro Moreira Salles, a escolha sobre quais marcas devem prevalecer será tomada somente após análises e pesquisas feitas junto aos clientes dos dois bancos. Ainda não deu tempo de olhar para essas questões. Temos duas marcas igualmente fortes, afirmou o presidente.

Empregos

Os dois presidentes afirmaram que a intenção do novo banco não é reduzir seu quadro de empregados. Setubal garantiu que não há, no momento, um programa de demissões, e Salles acrescentou: Estamos olhando para crescimento, não redução. Na medida em que o País permita isso, essa empresa terá mais funcionários daqui a 3 ou 4 anos.

Além disso, o presidente do Unibanco afirmou que as redes de agências serão somadas. A nova instituição considera que todas são importantes, disse.

Leia também

 

Opinião

Leia tudo sobre: bancobancosfusãoitaúunibanco

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG