WASHINGTON - O chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, afirmou nesta terça-feira que a economia global está sendo fortemente atingida pela crise financeira e a resposta dos governos determinará o momento e a força da recuperação. Por quase um ano e meio, o sistema financeiro global está sob extraordinário estresse --estresse que agora se espalhou decisivamente pela economia global, destacou em comentários preparados para um evento na London School of Economics.

"O estrago, em termos de perda de produção, de empregos e de riqueza, já é substancial."

No primeiro discurso sobre o tema desde o início de dezembro, Bernanke acrescentou que o Fed ainda tem "instrumentos poderosos" que podem ser expandidos para estimular uma recuperação mesmo depois de ter cortado a taxa básica de juro para perto de zero.

Bernanke mencionou, entre estas ferramentas, o fato de o Fed poder "influenciar nas taxas de juros a longo prazo informando o público sobre o andamento futuro de sua política monetária".

Segundo o presidente do Fed, o Tesouro americano pode também emitir novos empréstimos em seu nome, como fez no passado, para que o banco central possa aumentar o tamanho de seu balanço e, assim, sustentar a economia.

(Com informações da Reuters e AFP)

Leia mais sobre Fed

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.