O governo alemão informou hoje que não definiu um limite sobre sua potencial contribuição para o pacote de 750 bilhões de euros para garantir a estabilidade da zona do euro, especialmente porque os Estados-membros em situação financeira crítica podem ficar de fora do plano. "Há uma possibilidade de que nem todos os países possam participar destes empréstimos bilaterais", afirmou Ulrich Wilhelm, porta-voz do governo alemão.

O governo alemão informou hoje que não definiu um limite sobre sua potencial contribuição para o pacote de 750 bilhões de euros para garantir a estabilidade da zona do euro, especialmente porque os Estados-membros em situação financeira crítica podem ficar de fora do plano. "Há uma possibilidade de que nem todos os países possam participar destes empréstimos bilaterais", afirmou Ulrich Wilhelm, porta-voz do governo alemão. "Isso depende da situação em um Estado-membro (da zona do euro)."

Parte do pacote de ajuda será formada com recursos dos governos da zona do euro, totalizando 440 bilhões de euros, e estruturada nos moldes do plano de socorro já existente para a Grécia. Supondo que as contribuições estejam divididas da mesma maneira, a parte da Alemanha no plano será de até 123 bilhões de euros.

Mas Wilhelm disse que a Alemanha pode concordar com um limite maior para compensar deficiências, caso os países com problemas de dívida fiquem de fora do pacote. "Não faz sentido um país receber ajuda agora para depois ajudar outro", disse Wilhelm. "Mas é um pouco abstrato falar sobre a exata situação econômica (futura) de um país-membro".

Wilhelm disse que a contribuição máxima da Alemanha também depende das negociações em andamento com os ministros das Finanças da União Europeia. Segundo ele, a Alemanha quer que os Estados-membros mantenham o poder para aprovar sua contribuição para qualquer pacote de empréstimo, em vez de entregar o controle à Bruxelas.

O plano definido pelos ministros das Finanças e da UE hoje é um esforço sem precedentes para conter os efeitos da crise da dívida da Grécia. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.