Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Papandreou anuncia a trabalhadores e empresários medidas de austeridade

Atenas, 29 abr (EFE).- O primeiro-ministro da Grécia, o socialista Giorgos Papandreou, se reuniu hoje em Atenas com os agentes sociais para antecipar os detalhes De um amplo pacote de austeridade com o qual pretende iniciar o saneamento das contas públicas do país.

EFE |

Atenas, 29 abr (EFE).- O primeiro-ministro da Grécia, o socialista Giorgos Papandreou, se reuniu hoje em Atenas com os agentes sociais para antecipar os detalhes De um amplo pacote de austeridade com o qual pretende iniciar o saneamento das contas públicas do país. O plano de economia, que terá por enquanto uma duração de três anos, compreende fortes cortes dos salários dos funcionários e o congelamento salarial no setor privado. Além disso, o Governo prevê aumento de impostos, assim como mais tributos sobre o tabaco, álcool e combustível, entre outros. Atenas está prestes a encerrar as negociações com a Comissão Europeia (CE), para o Banco Central Europeu (BCE) e o Fundo Monetário Internacional (FMI) para que a Grécia possa receber as ajudas internacionais de até 135 bilhões de euros. Além dos cortes salariais, haverá reduções nas aposentadorias e um congelamento da contratação no setor público, com exceção da educação, saúde e defesa. "A economia está à beira do abismo devido aos Governos anteriores", disse Papandreou aos representantes de empresários e trabalhadores, segundo informou o canal estatal. Papandreou apresentará na tarde de hoje o programa de austeridade diante do conselho político de seu partido, o Pasok, para obter seu sinal verde e espera-se que o defenda diante do Parlamento nos próximos dias 5 e 6 de maio, nos mesmos dias em que está marcada uma nova greve geral convocada pelos sindicatos. EFE afb/dm

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG