Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Pão de queijo pronto e máquina de salgados são destaques na Fipan

Evento de panificação, que se tornou a quinta maior feira segmentada do mundo, termina com cerca de 60 mil visitantes em São Paulo

Pedro Carvalho, iG São Paulo |

A edição 2011 da Fipan, evento voltado à panificação que se tornou a quinta maior feira segmentada do mundo, termina hoje (22), após receber cerca de 60 mil visitantes. Mais de 300 expositores se reuniram num centro de eventos de São Paulo para oferecer materiais e equipamentos para assar, fritar, cozinhar, cortar, rechear, confeitar, embalar, calcular e vender quitutes em geral. Alguns lançamentos chamaram a atenção – entre eles, um pão de queijo pronto congelado e uma máquina de fazer salgados em casa.

O novo pão de queijo, apresentado na feira pela marca líder no setor, é assado antes de ser congelado. Assim, demora cerca de três minutos para ficar pronto – é preciso apenas descongelar. Em cinco meses, espera-se que ele represente 15% das vendas de pão de queijo da empresa, o que significaria a comercialização de 200 toneladas por mês. “É o mesmo sabor, com a vantagem da praticidade”, afirma Vicente Camiloti, diretor comercial da Forno de Minas. A novidade chega ao varejo daqui a um mês – por enquanto, será oferecida apenas ao setor de food service.

Outro destaque da feira foi a máquina da fazer salgados em casa. Ela custa R$ 20,5 mil e produz coxinhas, quibes, risoles e outros empanados no tamanho para festas – de 40g. Capaz de fazer 1,8 mil salgados por hora, o equipamento (fabricado pela Bralyx) permite que donas de casa se tornem pequenas empreendedoras, ou que proprietários de buffet deixem de depender de fornecedores. No primeiro dia de feira (19), haviam sido vendidas 12 unidades – principalmente para esses consumidores. Uma máquina semelhante, da marca Indiana, também foi apresentada na Fipan – custa R$ 28 mil e faz 2,5 mil unidades por hora.

A feira também elegeu os melhores confeiteiros e padeiros do Estado de São Paulo. O concurso teve etapas eliminatórias em diversas cidades do interior paulista, como Bauru, Campinas e Araraquara. Na quarta-feira (20), durante a Fipan, uma final elegeu os vencedores. Adailton Pereira dos Santos, funcionário da Padaria Paulista do Carrão, na capital paulista, ficou em primeiro lugar – faturou R$ 2,4 mil e uma maleta de utensílios.

A Fipan marcou ainda o lançamento do primeiro produto da Sadia após a fusão da BR Foods. Trata-se de um queijo de 3kg, nas variações mussarela e prato. O queijo é fabricado pela Batavo, mas, para que essa integração de marcas ocorresse, foi preciso esperar a conclusão do acordo com o Cade, ocorrido na quarta-feira passada. Somente em vendas de mussarela para food services (como pizzarias), a marca espera atingir o patamar de 50 toneladas comercializadas por mês, até o fim do ano.

“O setor de panificação tem crescido 10% ao ano”, afirma Antero José Pereira, presidente do Sindicato Nacional da Panificação, um dos organizadores da feira. Após uma retração nos anos 80 e 90, quando a maior presença dos hipermercados fez mais de 15 mil padarias fecharem no Brasil, o segmento virou o jogo e passou a aumentar o faturamento. “As padarias perderam a venda de produtos, mas agregaram serviços – como almoços e happy hours, coisa que não se faz em supermercados”, diz Pereira.

“Além disso, é um lugar da cidade grande onde os funcionários sabem seu nome, onde as pessoas se sentem acolhidas”, completa.

Leia tudo sobre: fipan

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG