SÃO PAULO - O clima de pânico dominou os mercados acionários asiáticos nesta sexta-feira - os agentes ficaram extremamente preocupados com a possibilidade de a crise financeira levar a uma recessão global. Além disso, um fluxo contínuo de más notícias sobre companhias do setor financeiro contribuiu para ampliar os temores dos investidores.

No início desta sessão, a japonesa Yamato Life Insurance Co. pediu proteção contra os credores.

"Perante a situação crítica do mercado financeiro global, o valor de nosso ativo caiu a uma velocidade e profundidade que nunca esperamos", declarou o presidente da seguradora, Takeo Nakazono.

O Nikkei 225, de Tóquio, recuou 9,62%, aos 8.276,43 pontos, o nível mais baixo desde maio de 2003. Ao longo da jornada, contudo, o indicador chegou a cair mais, ao redor de 11%.

Em Hong Kong, o Hang Seng baixou 7,19%, ficando em 14.796,87 pontos. O Kospi, de Seul, somou 1.241,47 pontos, um declínio de 4,13%. Em Xangai, o Shanghai Composite diminuiu 3,57%, ficando em 2.000,57 pontos.

Na Índia, o índice Sensex diminuiu 7%. Na Austrália, o S & P/ASX 200 encolheu 8,3%.

Ontem, em Nova York, o Dow Jones caiu mais de 7% e o Nasdaq teve decréscimo perto de 5,5%.

(Juliana Cardoso | Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.