defenderá seus interesses legítimos - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Panamerican Energy defenderá seus interesses legítimos

O grupo anglo-argentino Panamerican Energy (PAE), que controla a petroleira Chaco, nacionalizada pelo presidente boliviano Evo Morales, declarou nesta sexta-feira que defenderá seus interesses legítimos em todas as instâncias.

AFP |

"A Panamerican Energy confirma sua vontade de seguir adiante com os esforços que permitem alinhar seus interesses legítimos - que defenderá em todas as instâncias - nos objetivos e interesses da Bolívia", disse o grupo em comunicado.

A medida foi aplicada a dois dias de um referendo popular sobre a adoção de uma nova Constituição.

"A PAE demonstrou ao longo destes últimos anos seu compromisso em favor da Bolívia e da integração energética regional incentivada por seu governo", alegou a petroleira.

"O esforço de investimento da Chaco transformou a companhia numa peça-chave para aumentar o abastecimento em gás natural do mercado interno boliviano, assim como as exportações, sobretudo para a Argentina", prosseguiu a empresa.

O presidente Morales anunciara a nacionalização da Chaco em 1 de maio de 2008, antes de abrir com a Panamerican Energy uma fase de negociações sobre as condições de transferência das ações para tomar o controle total da companhia.

A estatal petrolífera YPFB vai assumir o controle de 99% das ações da Chaco, que explora campos e gerencia uma companhia de eletricidade e uma usina de distribuição de gás natural na Bolívia.

A maioria das petroleiras estrangeiras que atuam na Bolívia adiaram seus investimentos na exploração de campos de gás, e se limitam a fazer a manutenção das instalações existentes, explicou a Câmara dos Hidrocarbonetos de Santa Cruz (leste), a região mais rica da Bolívia.

A Bolívia possui as segundas maiores reservas de gás da América do Sul, depois da Venezuela.

lt/sd/yw

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG