Tamanho do texto

A empresa argentino-britânica Panamerican Energy anunciou que defenderá seus interesses legítimos em todas as instâncias, em comunicado emitido nesta sexta-feira em Buenos Aires, em reação à nacionalização, na Bolívia, da companhia que administra, a Chaco.

O presidente da Bolívia, Evo Morales, havia anunciado, antes, a nacionalização da totalidade das ações da Chaco.

"Pouco a pouco estamos recuperando nossas empresas", afirmou Morales, durante ato público realizado nos escritórios da firma Chaco, aldeia de Entre Rios, na região central de Cochabamba, onde assinou o decreto de nacionalização.

lt/rs/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.