Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Países emergentes devem agir juntos contra crise, avalia Lula

Nova Déli (Índia) - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou hoje que os países emergentes, como Brasil, Índia e África do Sul, devem agir conjuntamente se não quiserem ser arrastados pela crise financeira internacional. Em seu discurso de abertura da 3ª Reunião de Cúpula do Ibas - grupo político que reúne Brasil, Índia e África do Sul -, em Nova Déli, ele avaliou que medidas isoladas, de cada país, não são suficientes para resguardar seus interesses nacionais.

Valor Online |

Lula disse que é "inadmissível" que os países em desenvolvimento "paguem pela irresponsabilidade de especuladores" financeiros. "Corremos o risco de ser vítimas de uma crise financeira gerada nos países ricos. Isso não é justo. Nossos países reconstruíram suas economias com grande esforço. Graças a isso, vivem uma fase excepcional de expansão e de equilíbrio macroeconômico. É inadmissível, assim, que venhamos a pagar pela irresponsabilidade de especuladores que transformaram o mundo em um gigantesco cassino", afirmou.

Para o presidente, Brasil, Índia e África do Sul devem participar mais diretamente da coordenação internacional para enfrentar a crise financeira. Os problemas na economia mundial também estiveram presentes nos discursos do primeiro-ministro da Índia, Manmohan Singh, e do presidente sul-africano, Kgalema Motlanthe.

Manmohan Singh também ressaltou a necessidade de se reformar as instâncias decisórias internacionais, como as Organização das Nações Unidas (ONU). "Também precisamos trabalhar na conclusão da Rodada Doha de uma maneira que promova desenvolvimento e crescimento inclusivo", disse.

(Agência Brasil)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG