Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

País perdeu 654.946 empregos em dezembro, informa Ministério do Trabalho

BRASÍLIA - Durante o mês de dezembro de 2008, o País registrou o corte de 654.946 empregos formais, o dobro do que foi registrado em dezembro de 2007, qando o saldo foi negativo em 319.414 vagas. As informações são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, divulgado nesta segunda-feira pelo ministro do Trabalho e Emprego Carlos Lupi. Este é o pior resultado da série histórica do Caged, que começou a ser feito em 1999.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

 

No mês passado, os setores que mais desempregaram foram a indústria de transformação, com 273,2 mil cortes, a agricultura, com 134,5 mil demissões, serviços, que dispensou 117,1 mil trabalhadores, e construção civil, que desligou 82,4 mil funcionários.

O setor de serviços foi o que liderou a abertura de novas vagas no ano passado, com 648.259 postos. A indústria fechou 2008 com saldo positivo de 178.675 vagas, enquanto o comércio teve abertura líquida de 335.708 empregos.

O setor de serviços perdeu 117.128 vagas. A construção civil dispensou 82.432 trabalhadores e o comércio fechou 15.092 vagas em dezembro.

O Estado de São Paulo liderou as dispensas, com 285,5 mil vagas cortadas, seguido por Minas Gerais, com 88,1 mil, e o Paraná, com 49,8 mil.

Em coletiva de imprensa, o ministro Carlos Lupi afirmou que os ministérios da Previdência, Fazenda, Trabalho e Casa Civil estão estudando novas medidas para estimular o emprego e que, nos dados de janeiro, já devem se refletir as novas linhas de crédito do governo e a redução no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). "Essa linha de isenção fiscal já está funcionando", disse, afirmando que os números da primeira quinzena de janeiro estão próximos dos registrados no mesmo período do ano passado.

Segundo os dados do Ministério do Trabalho, o mês de novembro foi o primeiro de 2008 a registrar saldo negativo, com uma perda de 40.821 empregos formais.

Apesar dos maus resultados dos últimos dois meses do ano passado, o saldo anual ainda ficou positivo em 1.452.204 vagas. Ao longo de 2008, foram criados 16.659.332 postos de trabalho com carteira assinada e desligados 15.207.128 trabalhadores.

Este saldo é 10,2% menor do que o número histórico apresentado em 2007, de 1.617.392 postos criados. O número de empregos no ano passado também ficou abaixo da segunda melhor marca anual registrada em 2004, de 1.523.276 de novos empregos.

Entre 2003 e 2008, foram gerados 7.720.972 postos formais líquidos, segundo o Caged.

(Com informações do Valor Online e Agência Estado)

Leia também:

 

Leia mais sobre emprego

Leia tudo sobre: emprego

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG