Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

País é o 6º maior produtor de carros

A indústria automobilística produziu, em sete meses, 2 milhões de veículos, volume equivalente à produção total de 1997, ano que motivou a instalação de uma leva de novas montadoras no País. Com resultados recordes neste ano, o Brasil subiu mais um degrau no ranking mundial e passou a ocupar a sexta posição entre os maiores fabricantes de carros, ultrapassando a França.

Agência Estado |

No ano passado, o País já havia deixado a Espanha para trás ao ocupar a sétima posição na lista, que traz no topo Japão (6,06 milhões de veículos), China (5,2 milhões), Estados Unidos (4,89 milhões), Alemanha (3,31 milhões) e Coréia (2,08 milhões), de acordo com dados do primeiro semestre.

Julho foi o melhor mês da história para as montadoras brasileiras em produção, com 320,1 mil unidades, e em vendas, com 288,1 mil unidades. No acumulado dos sete meses, ambos resultados também são recorde, com vendas de 1,695 milhão de veículos - 30,4% mais que em igual período de 2007 - e produção de 2,012 milhão de automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, alta de 21,8% ante 2007. No ano passado, essa marca foi atingida no mês de setembro e em 2006 e 2005, em outubro.

As exportações, em unidades, somam 445,5 veículos de janeiro a julho, com queda de 3,3% na comparação com o ano passado, reflexo da redução de encomendas do México, da Venezuela e de países europeus, segundo o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Jackson Schneider.

Em valores, o resultado das exportações neste ano é 9,5% melhor que o de 2007 e soma US$ 8,11 bilhões. Schneider explica que esse desempenho reflete a recuperação de preços em alguns mercados e o aumento da venda de produtos de maior valor agregado, como tratores e ônibus.

Na avaliação de Schneider, o crescimento do setor será menos intenso no resto do ano, em parte por causa do impacto do aumento dos juros nos financiamentos - que, aos poucos, será repassado aos consumidores - e também porque a base comparativa do segundo semestre do ano passado é mais alta.

"Não podemos continuar crescendo a um ritmo de 30% sempre", diz Schneider. De acordo com ele, seguir essa cadência seria risco para a cadeia produtiva, principalmente fornecedores de peças, pois investimentos para a ampliação da capacidade necessitam de um certo tempo de maturação.

A previsão das empresas para o ano todo é de aumento de 24,2% nas vendas, para 3,06 milhões de carros, e de 15% na produção, para 3,42 milhões de unidades, ambos volumes jamais alcançados antes pelo setor.

Com investimentos recentes, as montadoras têm capacidade produtiva para 3,85 milhões de veículos este ano e 4 milhões em 2009. "Novos investimentos serão anunciados nos próximos meses", avisa o presidente da Anfavea.

Neste ano, até o momento, estão previstos US$ 4,9 bilhões em investimentos diretos das montadoras, a maior parte para ampliação de capacidade e novos produtos.

O nível de emprego nas empresas automobilísticas também vem crescendo e fechou o mês de julho com 129,4 mil funcionários, o maior quadro de pessoal desde 1990, quando a indústria empregava 138,3 mil pessoas. Só neste ano foram abertas 9,1 mil vagas.

Máquinas agrícolas

O segmento de máquinas agrícolas também segue aquecido, puxado pela safra recorde. "As projeções indicam 10 milhões a mais de toneladas que precisam ser plantadas, colhidas, transportadas e armazenadas", diz Schneider. A safra total prevista para 2008 está na faixa de 145 milhões de toneladas.

O vice-presidente da Anfavea, Gilberto Zago, lembra ainda que o setor tem sido ajudado pelo aumento dos preços internacionais das commodities agrícolas e pela melhora da renda agrícola. Nos sete meses do ano, as vendas de máquinas agrícolas aumentaram 50,8% em relação ao mesmo período de 2007, com 30,4 mil unidades comercializadas.

A produção cresceu 34,8%, para 47,4 mil tratores, cultivadores e colheitadeiras, e as exportações foram 22,8% maiores, com 17,3 mil unidades.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG