Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Pacote espanhol elevará dívida pública a 41,5% do PIB

SÃO PAULO - A dívida pública da Espanha vai subir 2,7 pontos percentuais, passando de 38,8% para 41,5% do Produto Interno Bruto (PIB) daquele país, como consequência do pacote de socorro anunciado ontem pelo governo espanhol. Nesta terça-feira, o primeiro-ministro espanhol José Luiz Zapatero, anunciou que o estado criaria um fundo de 30 bilhões de euros - que poderia ser elevado para 50 bilhões de euros -, que será usado para injetar recursos no sistema financeiro e contribuir para a retomada do mercado de crédito.

Valor Online |

O secretário de receita e orçamento da Espanha, Carlos Ocaña, que revelou hoje o impacto da medida sobre a dívida pública, ressaltou que " a linha de financiamento " não é permanente e disse ter " plena segurança " de que os empréstimos feitos aos bancos serão recuperados.

Ele descartou ainda que o impacto do fundo bilionário no tamanho da dívida será temporal, já que a obrigação adicional desaparecerá quando os empréstimos forem pagos.

O governo espanhol não detalhou como o pacote será implementado, mas havia assegurado ontem que os recursos serão usados para comprar ativos de boa qualidade dos bancos e não os tóxicos, como ocorrerá nos EUA.

O anúncio de socorro ao sistema financeiro espanhol ocorre ao mesmo tempo em que o Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê que a Espanha entrará em recessão pela primeira vez desde 1993. O organismo projeta uma contração de 0,2% do PIB espanhol no ano que vem. O governo local projeta crescimento de 1% para o país.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG