Tamanho do texto

O líder do DEM na Câmara, Ronaldo Caiado (GO), classificou de factoide o anúncio do governo, quarta-feira, do aumento de R$ 142,1 bilhões (para R$ 646 bilhões) nos investimentos no Programa de Aceleração de Crescimento (PAC). Com base em levantamento nos gastos do governo, ele afirmou que só 22% das obras do PAC no Orçamento de 2008 foram realizadas.

"Em dois anos, gastaram R$ 18,6 bilhões e falam que vão investir R$ 646 bilhões - com que dinheiro? Jogam R$ 500 bilhões para serem gastos em 2011 como forma de dizer: votem em mim em 2010".

O líder do PT na Câmara, Cândido Vaccarezza (SP), classificou as críticas de Caiado como "proselitismo barato". "Se fosse eleitoreiro, o governo ia injetar recursos em São Paulo, com o governador que é candidato a presidente?"