A ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, afirmou nesta terça-feira que o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) não é um problema para crise financeira internacional, mas sim uma solução para ela.

Durante evento promovido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), a ministra anunciou que o quinto balanço do PAC será apresentado na manhã da próxima quinta-feira.

Segundo a ministra, o PAC é capaz de sustentar tanto investimentos públicos quanto privados. O governo não pretende reduzir, adiar ou postergar suas ações. Pelo contrário, pretendemos assegurar o ritmo de desenvolvimento bem elevado, disse Dilma.

Segundo a chefe da Casa Civil, a análise do governo é de que o programa apresenta, em 2008, melhor desempenho do que no ano passado.  Houve grande avanço em relação a 2007 e o que explica isso é o fato de que, no ano passado, estávamos preparando as ações e agora as colocamos em prática, declarou.

O presidente Lula descartou por diversas vezes qualquer corte no orçamento do PAC como forma de amenizar os efeitos da crise financeira internacional, iniciada há alguns meses nos Estados Unidos e espalhada por todo o mundo, exigindo medidas de vários governos para contê-la.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.