Alimentos feitos com ovos são responsáveis por 64% dos casos de infecção alimentar por bactérias do gênero Salmonella no Estado de São Paulo. A Secretaria de Estado da Saúde analisou 199 surtos ocorridos entre 1999 e 2007.

Mais de 6 mil pessoas tiveram diarréia depois de ingerir alimentos contaminados no período.

Cerca de 37% dos casos de infecção estão relacionados à ingestão de ovos crus ou malcozidos. Outros 27% foram causados por pratos feitos à base de ovos, como maioneses caseiras, coberturas de bolos, salgados e lanches. A maior parte das contaminações ocorreu em restaurantes, lanchonetes, padarias e bares: alimentos servidos nesses estabelecimentos causaram 34% dos surtos. Em segundo lugar, com 22%, estão os pratos preparados em casa.

A epidemiologista Maria Bernadete de Paula Eduardo, coordenadora do estudo, explica que a doença foi trazida para o Brasil por galinhas européias na década de 80. "A bactéria migra do intestino para os ovários das aves", explica Maria Bernadete. "Quando isso acontece, os ovos estão, desde a origem, contaminados pela Salmonella." Para evitar o contágio, é recomendado manter os ovos refrigerados, da produção à comercialização, além de cozinhá-los bem.

Mais de 114 mil pessoas ficaram doentes por ingerir alimentos contaminados no País de 1999 a 2007, segundo dados do Ministério da Saúde. Greice Madeleine Ikeda do Carmo, responsável pelo levantamento, lembra que os médicos precisam estar atentos para notificar os surtos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.